Protocolo TCP/IP - endereço IP - o que é?

As regras para que computadores se comuniquem são chamadas de Protocolo.
Quando você está em uma Intranet ou na Internet, está usando o protocolo da Internet - o TCP/IP. Você não precisa se preocupar com essas regras. Isso é coisa de "máquina"para "máquina". Mas tem que saber que, ao se conectar, sua máquina recebe um número chamado Endereço IP. Esse número tem um formato assim: 255.255.255.255 (veja um exemplo de endereço IP 200.179.209.40). Dependendo de certas condições esse número pode ser fixo ou variável. Quando varia, chamamos de IP dinâmico.
Portanto, com base na regra de que são quatro conjuntos de números (cada conjunto é conhecido como octeto) estariam errados os endereços IP a seguir:

200.100.10
200.10
ou
257.300.100.1 (reparou que tem dois octetos maiores que 255?)

Mas o fato é que os endereços IP disponíveis no mundo estão se esgotando . A versão antiga chama-se IPv4 (essa aí em cima) e a nova IPv6. Esta nova versão (que já está em uso juntamente com a versão IPv4) autoriza a existência de cerca de 340 undecilhões de endereços (ou seja, 340 vezes o número 10 elevado a 36) ou seja

340.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000 (cruz credo, o que que é isso??!!!)

Vale lembrar que uma Intranet é uma rede privada e interna, normalmente usada por empresas. Podemos pensar numa intranet como uma "internetzinha particular". Resumindo, ela pode usar os mesmos recursos da Internet.

Pegadinha: Quando forem ditas coisas do tipo "tablets e smartfones só usam TCP e não o IP", "intranets não usam o TCP por razões de segurança", "os sites seguros só usam IP" etc. TÁ ERRADO. Não existe a ideia de separação. Tá na WEB, tá usando o TCP/IP.

Mas vamos falar um pouco mais sobre o TCP/IP e como as coisas andam na Internet .

Pense na seguinte situação. Você vai mandar de presente para alguém na França, um daqueles quebra-cabeças com 5000 pedacinhos. O que você faz? Coloca num pacote bem fechado, põe o endereço, entrega no Correio e o pacote vai embora, inteirinho, até às mãos do presenteado. Na Internet não é assim!

A coisa na Internet funciona assim. Você pega o quebra-cabeças e vai até o Correio (mas não embrulhou!). Entrega a caixa aberta à mulher dos Correios. E diz o endereço. Paga a remessa e vai embora.
Aí, depois que você saiu, a mulher tropeça e cai, com sua caixa na mão. E caem todos os pedacinhos no chão. Ela, então, pede socorro aos carteiros da agência para catar os pedaços (essa agência tem uns 200 carteiros, todos com muita pressa de ir pra rua). E cada um apanha o que pode, um monte de pedacinhos, põe no bolso e (estão com pressa, lembra-se?) se mandam pra rua. Aí a mulher, desesperada, liga pelo celular pra cada carteiro. E pede que cada um leve os pedacinhos para o endereço que você pagou. Aí é o "Deus nos acuda". Cada carteiro sabe o endereço dos pedacinhos (que ele guardou num pacote) e cada carteiro escolhe o caminho melhor pra ele, o que estiver menos engarrafado. Então, os pedacinhos (pacotes), cada um seguindo uma rota, chegam na agência da França. Lá, uma outra mulher, mais cuidadosa, confere todos os pedacinhos (pacotes) pra ver se não faltou nada e, quando o último grupo de pedacinhos chegar, ela põe tudo arrumado num pacotão e entrega no endereço certo. E ninguém ficou sabendo, que os pedaços deram a volta ao mundo. Teve pedacinho que seguiu pelos EUA, outros pela África etc.

Assim são as comunicações na Internet.

Na verdade o TCP/IP são dois protocolos - o TCP e o IP - mas normalmente (nas provas também) é tratado como um só.

O Internet Protocol - IP - possibilita transferir informações em forma de pacotes de dados de um PC, via Internet para outro PC. Ou seja, ele (assim como os carteiros no nosso exemplo) forma "pacotes". Quando um usuário entra na Internet recebe do seu PROVEDOR - Internet Provider (ISP, Internet Service Provider) um endereço IP (exemplo 203.35.78.91). Este endereço é único na Internet.

Quando esse usuário manda um arquivo ou um e-mail via Internet esta informação é "quebrada" em muitos pacotes pequenos (IP-packets), os quais incluem o endereço do remetente e o endereço do destinatário.

Os pacotes IP seguem uma rota muito complexa até chegar ao destinatário. Eles andam por muitos trechos (destinatário / remetente) até chegar.

Os diversos pacotes IP podem pegar caminhos totalmente diferentes até chegar ao destinatário. Assim acontece que alguns pacotes vão pelos Estados Unidos outros pela Inglaterra e assim por diante.

E como o Internet Protocol - IP - só é responsável pelo transporte (como os carteiros lá em cima) , depois a informação completa precisa ser "arrumada" por "alguém" (aquela mulher funcionária dos Correios lá na França, lembra-se?) . Ela corresponde ao TCP (Transmission Control Protocol).

(Agora, por favor, não vá sair por aí espalhando que eu disse que a Internet tem carteiros e que os funcionários dos correios franceses são melhores que os nossos, combinado?)